30.4.19

Nus

Nos vimos nus, e a nudez descortinava nossas almas.

Nos vimos nus, e era nudez em olhares e toques.

Era também nudez dos nossos desejos incompreendidos, da nossa sede de vida pouco compartilhada, da nossa total ausência de amarras.

Nos vimos nus, e a nudez era nosso espírito livre e pleno. A nudez era tudo o que temos de indomável, de vivo, de pulsante, de cor.

Nos vimos nus, claros, conectados e expostos, e não era porque estávamos nus que estávamos nus.

Nos vimos nus, é que sua liberdade me faz cativa, e me liberta. Freiheit.

Nenhum comentário:

Postar um comentário