23.5.20

No tudo ou nada, o desfecho era óbvio

Eu nunca acreditei em nós dois. E você sempre soube disso, não tenho por que fazer rodeios.

Nós já tínhamos deixado acontecer muito além do que minha sanidade resistiria, então não tive muita escolha quando você quis pagar pra ver, me colocou contra a parede e era tudo ou nada, mergulha ou vai embora, assim desse jeito.

Sem nem colocar os pés na água antes pra dar aquela testadinha, a mínima segurança de saber onde estamos pisando.